Quem disse que seria fácil?


Olá!!

Quem é mãe,pai,faz o papel de pai ou mãe de um autista e os própios autistas entenderão bem o que vou postar aqui hoje.
Não seria bem um desabafo,mas,uma forma mostrar o quanto é difícil nossa luta diária nessa necessidade da sociedade de enquadrar "pessoas diferentes" no que eles julgam ser o "correto".
O correto na verdade seria que cada um tivesse a liberdade de ser o que é sem sofrer com o preconceito.
O autista precisa tomar medicação,fazer terapias e muitas vezes  segurar suas emoções para ser aceito no meio onde vive. 
As pessoas não tem ideia do quanto isso é difícil para eles e cobram e cobram e cobram o tempo todo que sejam o que não são.



Não é fácil  quando seu filho tem uma crise  no supermercado, perceber os olhares de pessoas desconhecidas julgando que você não é uma boa mãe e não soube educa-lo.
Não é fácil ouvir que seu filho parece normal e talvez seja "neura" sua que ela tenha autismo.
Não é fácil perceber que seu filho tem dificuldades na escola e a professora diz que você está jogando dinheiro fora ao pagar a escola pois ele não faz nada lá.
Não é fácil ser chamada na escola e só receber cobranças,reclamações,críticas negativas.
Não é fácil ver as outras mães contando que seu filho de 6 anos já foi alfabetizado quando o seu tem 8 anos e está começando a ser alfabetizado agora com muita"luta".
Não é fácil ouvir do seu filho que ele sabe que é diferente das outras crianças e que tem medo de como será sua vida quando ele for adulto.
Não é fácil ver seu filho fazendo um esforço enorme para se encaixar no sistema quando esse deveria acolher a todos com suas "diferenças".
Não é fácil estar na sala de espera para atendimento com neurologista e a mãe de uma criança com TDAH ao saber q seu filho é autista diz: _Ah,que legal!!Sempre tive curiosidade de ver um autista.
E fica olhando para seu filho como se tivesse em um circo assistindo ao espetáculo.
Não é fácil perceber que algumas pessoas se afastam de vc ao saber que seu filho é autista.
Não é fácil descobrir que todos os coleguinhas foram convidados para festinha de aniversário,menos o seu filho.

Nossa luta não é em vão.
E por isso juntamos nosso coração em pedaços todos os dias,arregaçamos as mangas e vamos atrás dos nossos direitos. 
Unidos somos mais fortes.

Grande abraço!!

Até o próximo!!






CONVERSATION

29 comentários:

  1. É realmente uma luta, Andreia.
    Tenho uma grande amiga que possui filho autista e ela passa por muitos problemas, mas ele tem evoluído bastante. Começou a falar recentemente, mesmo possuindo 10 anos.

    Boa sorte com seu filhote!
    Chiquereza

    ResponderExcluir
  2. Não é nada fácil.
    É uma luta diária.
    Obrigada pela visita e carinho!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Não é fácil mesmo.
    Minha mãe é pedagoga e trabalhou com inclusão, ela foi professora auxiliadora de dois autistas o que fez ela enxergar tudo de uma forma diferente e de que crianças assim precisam de estímulo e muita dedicação. Foi assim que ela conseguiu alfabetizar os dois, pesquisando sobre TDAH e maneiras que poderiam desenvolver melhor eles. Não é fácil mesmo, mas com muito amor e luta é possível passar por qualquer obstáculo e quem se afastou de você, vê que não eram pessoas verdadeiras. Força, muito amor e seu filho é uma lindeza, será um grande homem. Beijão

    ResponderExcluir
  5. Fiquei um tempo pensando no que eu poderia comentar aqui, confesso que fiquei muito emocionada, eu como mãe, fiquei me colocando na sua situação, Deus sabe exatamente o que faz, e entrega estes anjinhos a mães guerreiras, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh Luciane,,obrigada!
      Eu que fiquei emocionada com sua mensagem.
      Sucesso com seu blog!!
      Bjs!!

      Excluir
  6. É complicado pra quem tá de fora entender de fato o que uma mãe passa nessas horas, mas lendo o seu texto, passei a refletir em coisas tão supérfluas que me atingem. E vejo a força que você tem e é de admirar e querer melhorar certos conceitos pra minha vida. Nada é fácil, mas Deus coloca o príncipe certo na mãe especial, sabe? Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada linda!!
      Minha força vem do sorriso dele todos os dias.
      Sucesso com seu blog!!
      Bjs!!

      Excluir
  7. sou sobrinha de um menino e ele é terrível!
    Adorei seu texto, emocionante!

    ResponderExcluir
  8. Que post legal! Interessante! Parabens pelo blog!

    ResponderExcluir
  9. Andréia, o filho de uma amiga da minha mãe é autista, e eu vejo como é difícil as pessoas tratarem ele normal. Parece que tudo que sai fora do "normal" que a sociedade coloca como certo, é estranho, da um receio, e isso não pode acontecer, igual uma criança ou mesmo um adulto com Down, eles são iguais ou até mais inteligente do que nós. Temos que lutar todos os dias para esses rótulos acabarem. Parabéns pelo seu blog *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      É difícil mesmo viu,mas temos que trabalhar a concientização,informação para que o preconceito diminua pelo menos.
      Bj!!

      Excluir
  10. Eu acho que as escolas deveriam primeiro ter um treinamento para trabalhar com crianças assim e segundo trabalhar a inclusão deles com as outras crianças. O irmão da minha cunhada teve uma filha com síndrome de down e a família da esposa dele simplesmente rejeitou a menina. Então muitas vezes essas pessoas não encontram apoio nem em casa/família.
    Também acho que é um assunto pouco discutida na sociedade, logo as pessoas não tem conhecimento suficiente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A falta de conhecimento gera preconceito.
      Hoje Bruninho está bem assistido e acolhido,mas fico pensando nas crianças que sofrem sem tratamento adequado

      Excluir
  11. Eu imagino que criar um filho já é difícil, ainda mais difícil é criar um filho com autismo. Eu não conheço muito sobre o autismo, mas sei que deve ser complicado viver na sociedade onde tudo é errado ou com olhares reprovadores. Espero que siga firme e forte em sua luta, e use o seu blog para conscientizar as pessoas que não sabem muito sobre a doença, é uma ótima oportunidade de todos aprendermos mais sobre o assunto!
    http://www.britanicred.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Laís,não é nada fácil,mas o amor da forças.
      Essa luta é minha,do me filho e de todos os autistas,pais e pessoas que os amam.

      Excluir
  12. Imagino como é difícil,o maior problema das pessoas e julgar sem saber o verdadeiro motivo da reação da criança mas tudo nessa vida temos que ter muita paciência e perseverança :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma luta diária,por nossos direitos,para vencer preconceito e por um mundo melhor para eles e para nós

      Excluir
  13. Imagino como é difícil,o maior problema das pessoas e julgar sem saber o verdadeiro motivo da reação da criança mas tudo nessa vida temos que ter muita paciência e perseverança :)

    ResponderExcluir
  14. Imagino mesmo como deve ser difícil criar um filho com autismo, ainda mais com a sociedade que temos hoje em dia. Mesmo sendo difícil, não desista nunca. Continue lutando. Há pessoas ao seu redor, principalmente os leitores do seu blog, e eles se preocupam contigo. O autismo é um assunto pouco discutido. Parabéns pelo blog, e por nos passar seu conhecimento sobre o assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!
      Fico feliz por ter essa missão de ajudar com informações através do blog,canal e redes sociais.
      Por menor que seja essa ajuda já é alguma coisa

      Excluir
  15. Imagino como deve ser dificil e como você tem que lutar todos os dias, você e principalmente seu filho.
    Fiquei chocada com seu relato sobre a escola dizer que você está jogando seu dinheiro fora, já pensou em trocar de escola? Talvez conviver com esse tipo de pessoa de mente pequena, como a que te falou isso na escola, realmente não seja o melhor para o seu filho. Ele merece muito mais que isso! Merece conviver com pessoas bem melhores que essas!
    O autismo deveria ser um assunto mais discutido, as pessoas tem pouca informação e saem julgando completamente errado. Continua lutando lindona! Não desiste nunca! A maior força que você pode receber está ai do seu lado, seu filho, que tenho certeza que te ama mais que tudo! Um beijo enorme pros dois!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Trocamos de escola no meio do ano passado e ele foi muito bem acolhido na nova escola :)
      Bjs!!

      Excluir
  16. Realmente as pessoas se preocupam em rotular ao invés de ajudar de certa forma. Imagino o que você tenha passado, mas o mais importante de tudo você já faz... que é não desistir. Parabéns! Bjss

    ResponderExcluir
  17. Realmente as pessoas se preocupam em rotular ao invés de ajudar de certa forma. Imagino o que você tenha passado, mas o mais importante de tudo você já faz... que é não desistir. Parabéns! Bjss

    ResponderExcluir

voltar
ao topo