Quando nasce um filho nasce também uma mãe

Oi Pessoas!!
Quero falar um pouco da experiência maravilhosa de ser mãe.
Aí muitos de vocês deve estar pensando:
_Mas toda mãe sabe o que é isso e esse assunto não é nada interessante para um blog.
Mas não me importo que tenha poucas visualizações,comentários e que não atraia público para meu blog,até porque fiz esse blog pelo prazer de escrever e dividir o que eu considero legal.
E é como falei em outro post,,quero que quem entre aqui sinta-se a vontade,como se fosse uma conversa entre amigos,na sala de nossa casa,assim,bem leve.

Mas vamos ao assunto que tenho o maior prazer em falar.

O Bruno,ou como ele gosta de ser chamado, Bruninho,nasceu em 2008 e quem me conhece já me ouviu dizer que existiu uma Andreia antes dele e existe uma Andreia completamente diferente depois que descobri a gravidez.
É um amor puro,intenso,incondicional,diferente de tudo que eu havia sentido até então.
Você começa a ver a vida de outra forma,por outro ângulo.Tudo e qualquer decisão tem que ser muito analisada porque agora você é responsável por uma vida e tudo que acontecer na infância dele pode refletir no futuro.
No início de 2015 Bruninho foi diagnosticado com Síndrome de Asperger e foi um susto,não posso negar.Até aquele momento o que eu sabia era que ele tem TDAH(Transtorno do Deficit de Atenção e Hiperatividade).Tive alguns segundos para digerir a notícia.Foi o tempo de ouvir a médica falar e olhar para meu filho e vê-lo com saúde, feliz, brincando.
Tive a sensação de  sair desse mundo e voltar. Fiquei surda,muda,estática.

Alguns dias depois já estava mais tranquila.
Pensei em todas as mudanças que deveria fazer a partir do diagnóstico e comecei logo a colocar em prática.
Terapias,mudança de escola,medicação,mudanças na rotina,alimentação.
Meu filho é muito falante,comunicativo,diferente do perfil de um Asperger que todos estamos acostumados a "ouvir dizer que existem",mas isso é da personalidade dele porque antes de ser Asperger ele é o Bruninho e a síndrome é só um detalhe.
Fiquei pensando se falava ou não da síndrome,mas optei por falar porque acho que pode ajudar outras mães que estão passando pela mesma situação e é exatamente esse o propósito.
Se você é mamãe e tem dúvidas sobre o assunto,passa pela mesma situação eu ficaria muito feliz em poder ajudar.
E isso vale para as titias(os), vovós(ôs), madrinhas,padrinhos,amigas(os)  e todas as pessoas que conhecem alguém que possa ter a síndrome e não sabem onde encontrar informações também ,viu?!

Mas sou muito feliz e realizada sendo a mãe do Bruninho.As vezes ele solta umas frases bem sinceras que ,para quem não o conhece direito pode incomodar.Ele é o "Super-Sincero",rsrsrs.
Outra qualidade dele que admiro muito é que ele é super bem humorado e já acorda de bem com a vida.Eu acordo de mal humor,mas quando ele me acorda com aquele sorrizão,aquela alegria de viver já muda meu humor e todo meu dia.Não consigo imaginar minha vida sem ele.

Agora vou ali colocar um babador em mim, neh!!KKkk..
Ser mãe foi a melhor decisão que já tomei na minha vida!!
Bom,acho que ta ficando muito longo esse post e vou terminar por aqui.
Depois falamos mais sobre filhos, maternidade, síndrome de asperger e muitos outros assuntos que tenho pra dividir com vocês.
Deixem seus comentários aí,vamos trocar figurinhas.

Até o Próximo!!

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

voltar
ao topo